Trilha do Rio do Boi, Praia Grande – SC

1.1-viajando-em-321-trilha-do-rio-do-boi-praia-grande-canion-itaimbezinho

Domingo foi dia de explorar a Trilha do Rio do Boi, uma trilha que possui 12km de extensão e te permite conhecer a parte interna do Cânion do Itaimbezinho. Foi um desafio incrível, combinado com caminhadas na mata fechada e várias travessias de rio. 

Essa região é toda preservada pelo Parque Nacional de Aparados da Serra, a conservação dessa beleza natural é de se encantar. Por fazer parte de uma área de preservação, só é possível fazer a trilha com um guia credenciado. Nosso guia foi o Tarcísio, um guia bem experiente e suuuuuuper gente boa! Ele faz parte da equipe do Turismo Serra Geral.

Resolvi fazer essa trilha com o objetivo de me preparar para a viagem ao Peru, pois lá vou andar muito e fazer algumas trilhas também. Mas acabei me surpreendendo e me perguntando por que eu nunca tinha feito isso antes. Foi um grande desafio para mim. É uma trilha considerada de nível difícil com duração de 8 horas.

1.2-viajando-em-321-trilha-do-rio-do-boi-praia-grande-canion-itaimbezinho

A trilha

Nas primeiras uma hora e meia, subimos um morro por uma mata bem fechada, passamos por umas grotas, desviamos de troncos no caminho e passamos por pequenas nascentes. Nas subidas e descidas ingrimes era possível ter o auxílio de cordas. Por ali, o guia já foi contando que antigamente existia uma população naquela região e contou a história do local. Sempre tinha aquela parada de 2 minutos estratégicas após um subida intensa.

viajando-em-321-trilha-do-rio-do-boi-praia-grande-canion-itaimbezinho

viajando-em-321-trilha-do-rio-do-boi-praia-grande-canion-itaimbezinho1

Chegamos na margem do Rio do Boi e foram mais duas horas e meia andando pelas margens do rio e fazendo travessias. Nessa parte, o caminho fica bem pesado e é preciso tomar bastante cuidado onde pisa. A margem do rio é toda de pedras, então é muito fácil virar o pé, pisar em falso ou pisar em pedras soltas. O melhor jeito de atravessar, é fazendo uma corrente com as mãos e cada um ir se apoiando no outro, pois tem muito limo nas pedras e é fácil perder o equilíbrio.

2-viajando-em-321-trilha-do-rio-do-boi-praia-grande-canion-itaimbezinho

Foto: Edson Faria Jr – Editor da Explora Web Magazine

5-viajando-em-321-trilha-do-rio-do-boi-praia-grande-canion-itaimbezinho

Foto: Edson Faria Jr – Editor da Explora Web Magazine

A trilha do Rio do Boi é bem mais frequentada no verão, pois é inevitável não se molhar. A diferença do verão e do inverno, é que no verão o rio está mais cheio fazendo você se molhar mais e no inverno o rio está mais baixo mas com as pedras bem mais lisas devido ao limo acumulado. Eu já adianto que a água é gelada, os guris se arriscaram a mergulhar, eu fiquei só olhando mesmo.

Ao longo da trilha você vai se deparar com paisagens incríveis. Tem várias piscinas naturais com água cristalina, paredões rochosos e cachoeiras. Além da vista do cânion do Itaimbezinho que é linda!

1.4-viajando-em-321-trilha-do-rio-do-boi-praia-grande-canion-itaimbezinho

Minha experiência

Não sou uma pessoa sedentária, mas não sou a pessoa mais ativa do mundo. Fiz a trilha para me desafiar e testar meu condicionamento físico e mental. Achei puxado, principalmente depois de 5 horas de trilha, mas amei essa experiência!

Logo no começo fizemos um alongamento porque o guia avisou que o negócio ia ser pesado! Foi uma caminhada bem intensa, mas nosso grupo era muito divertido e unido, fomos conversando e rindo. Sempre fazendo aquela parada de 5 minutos, nada além disso para o corpo não esfriar.

1.5-viajando-em-321-trilha-do-rio-do-boi-praia-grande-canion-itaimbezinho

Depois de 6 horas de trilha eu já estava no modo automático, indo sem pensar no meu pé ou qualquer outro lugar do meu corpo que pudesse doer. Não vou dizer que foi “tranquilo” mas foi bem aceitável, nada impossível.

Antes de começar a trilha, o guia nos deu um par de caneleiras, para evitar machucados caso você caia nas pedras. Na verdade essa caneleira tem um outro objetivo também, que é prevenir ataque de cobras. Se você for medroso(a) como eu, fique calmo, o guia disse que é comum ver cobras mas que elas não atacam. Minha tese é a seguinte: quem procura acha. Eu não procurei, então não achei. Tenho medo de aranha também, prometi para mim mesma que não iria ficar procurando e realmente, não encontrei nada. Enfim, fique tranquilo quanto aos bichos!

3-viajando-em-321-trilha-do-rio-do-boi-praia-grande-canion-itaimbezinho

Foto: Edson Faria Jr – Editor da Explora Web Magazine

Nosso guia Tarcísio me passou bastante confiança. Ele conhecia cada canto da trilha e sempre ia nos informando tudo. Fiquei me perguntando várias vezes “E se acontecer uma emergência, como faz?” mas todo guia credenciado tem um rádio na mesma frequência do guarda do Parque Nacional de Aparados da Serra, qualquer coisa era só acionaro guarda.

Informações extras

Com que calçado devo ir?

Eu fui com a minha bota Ecosafety, ideal para trilhas. É daquelas com o solado bem aderente, pois o terreno da trilha é bem acidentado, com pedras, troncos e barro. Essa bota é leve, mas a partir do momento que molha, consequentemente fica mais pesada (mas nada que me atrapalhasse). Já o nosso guia, foi de tênis normal, pois ele disse que seca mais rápido e fica menos pesados. Ou seja, use o que for mais confortável para você.

O que leva na mochila?

Quanto menos peso melhor, mas não se esqueça de levar protetor solar, lanche para 8 horas de trilha, roupa extra e toalha se você pretende tomar banho. Água para beber não será o problema, leve um garrafa e vá enchendo com a água do rio quando precisar.

1.3-viajando-em-321-trilha-do-rio-do-boi-praia-grande-canion-itaimbezinho

Qual roupa usar?

Dê preferência para calças de secagem rápida, pois até a altura do joelho você vai molhar de certeza. Fui com uma legging comprida e achei ótimo! Como era inverno, fui de manga curta e um moletom por cima. Coloquei e tirei várias vezes o moletom. Outra coisa, mesmo se for verão, opte por calça comprida ao invés de bermuda, pois no caminho você pode acabar se arranhando.

Como contratar um guia?

O Tarcísio foi um guia incrível, atendeu todas as nossas expectativas. Sempre atencioso e explicando cada canto da trilha. Ele faz parte da Agência e Operadora de Ecoturismo da Serra Geral, uma agencia que trabalha com guias capacitados e credenciados para várias trilhas da região.

Turismo Serra Geral
Telefone: (48) 9138 5235 ou (48) 3532 1114
Site: www.turismoserrageral.com.br
Email: turismoserrageral@gmail.com
Praia Grande – Santa Catarina – Brasil

Crédito das fotos: 
Edson Faria Jr
Editor da Explora Web Magazine

separação - viajando

Explore Santa Catarina
– Guarda do Embaú
– Farol de Santa Marta, Laguna
– Praia do Rosa
– Praia da Barra da Lagoa, Florianópolis
- Serra do Rio do Rastro
Costa da Lagoa, Florianópolis

– Praia do Gravatá, Laguna
– Mergulho em Bombinhas
– Parque Ecológico de Maracajá
– Santo Antônio de Lisboa, Florianópolis

até a próxima

3 comentários sobre “Trilha do Rio do Boi, Praia Grande – SC

Deixe um comentário