Patadacobra – Mergulho de cilindro em Bombinhas, SC

Mais um item que eu posso riscar da minha lista de desejos: fazer mergulho de cilindro e nadar com os peixinhos em Bombinhas, SC. Eu sempre tive vontade de ter essa experiência, então aproveitei a viagem em família e nos organizamos para fazer o mergulho de batismo (prática recreacional de mergulho de cilindro).

Reservei com a Escola de Mergulho Patadacobra e optei pelo pacote Batismo  Mergulho Experimental, onde a orientação do instrutor é passada na hora e a adaptação é feita diretamente do barco. Meu pai e meu irmão já tinham mergulhado e disseram que era tranquilo aprender no local, por isso escolhi essa opção. Custou R$190, já incluído o passeio de barco, a roupa de neoprene, todo o equipamento de scuba e itens para snokel, além de refrigerante, bolachas e frutas.

1.1-blog-viajando-em-3-2-1-mergulho-de-cilindro-bombinhas-paratacobra-mergulhos

1.2-blog-viajando-em-3-2-1-mergulho-de-cilindro-bombinhas-paratacobra-mergulhos

Meus pais nos acompanharam no barco mas não quiseram fazer o mergulho de cilindro, pagaram R$60 por pessoa com direito a roupa de neoprene e o equipamento para snorkel, para verem os peixinho nas pedras rasas.

Nosso destino era Sepultura, no costão de Bombinhas, um lugar lindo!! Chegamos às 15:20hrs na escola de mergulho para acertar o que faltava (eles pedem 30% do valor antecipado) e então nos indicaram onde o barco sairia. Bem fácil de achar. Às 16hrs em ponto estávamos entrando no barco para começar nossa aventura.

Desde o primeiro momento todos da equipe Patadacobra foram muito atenciosos e divertidos. Logo que o barco partiu nos deram a roupa neoprene para vestir. Acredite, demora para colocar! É bem mais grosso do que as roupas de surfe, são mais difíceis de vestir. Depois o instrutor Hugo nos apresentou o equipamento de scuba e nos passou todas as instruções necessárias, tais como: sinais, o que fazer se entrar água na máscara, o que fazer para expulsar a água na boca, entre outras informações necessárias.

3.3-blog-viajando-em-3-2-1-mergulho-de-cilindro-bombinhas-paratacobra-mergulhos

3-blog-viajando-em-3-2-1-mergulho-de-cilindro-bombinhas-paratacobra-mergulhos

2--blog-viajando-em-3-2-1-mergulho-de-cilindro-bombinhas-paratacobra-mergulhos

Sem os acessórios de scuba eu entrei na água pela primeira vez pulando do local mais alto do barco. Simmm!!! Foi a melhor maneira de começar aquele passeio, foi a melhor sensação. A água estava ótima, fiquei impressionada como a roupa de neoprene me fazia ficar na superfície sem esforço nenhum. E o local era lindo demais! Lindo e calmo! Eu que sou toda medrosa me senti bem tranquila. Sou daquelas que se encosta uma coisa em mim eu já penso que é um tubarão.

Depois do primeiro banho, hora de colocar o equipamento de scuba. Meu instrutor foi o Ronaldo, sempre atencioso e respondendo calmamente minhas perguntas do tipo “vou ficar com medo?” “alguma coisa vai encostar em mim?” “vou levar susto?” “e se eu ver alguma coisa que me der medo?”.

E aí começou o mergulho… Começamos a descer e de repente dei de cara com o primeiro peixinho colorido. Pronto, foi amor a primeira vista. Eu estava mergulhando num mundo diferente, onde eu era a intrusa. Os peixes me encaravam, dava pra ver eles me observando. Me mantive calma e sempre prestando atenção na minha respiração. O instrutor apontava e eu observava, quando ele passava a mão em alguma coisa diferente eu poderia passar também.

5-blog-viajando-em-3-2-1-mergulho-de-cilindro-bombinhas-paratacobra-mergulhos

DCIM108GOPRO

30 minutos de mergulho? Eu poderia jurar de tinha sido apenas 10 minutos, passou muito rápido, eu fiquei encantada. Foi minha primeira vez, eu estava fascinada. Nenhum momento eu precisei bater as pernas, Ronaldo me guiava para todos os lados (afinal, esse é um mergulho guiado). Foi muito tranquilo, não sei nem para que eu fiz tanta perguntas no começo.

Um dos rapazes do barco comentou que a visibilidade da água estava em torno 3 metros, não era tão transparente quando eu imaginava mas eu consegui ver tudinho! Depois do mergulho foi hora de aproveitar a água com a família. Pulei várias vezes do barco, bati várias fotos, ri bastante, fiz snorkel e aproveitei muito! Tivemos uma hora livre.

4.5-blog-viajando-em-3-2-1-mergulho-de-cilindro-bombinhas-paratacobra-mergulhos (1)

DCIM108GOPRO

Fiquei esperando ver alguma tartaruga mas soube que no local que fomos não era comum de vê-las. O local ideal seria na Ilha do Arvoredo, onde o barco partia às nove da manha e retornava às três da tarde. Puxado… seria uma dia inteiro na função. Nosso passeio durou 2 horas e meia e eu achei ótimo!! Chegamos no hotel super cansados.

6-blog-viajando-em-3-2-1-mergulho-de-cilindro-bombinhas-paratacobra-mergulhos

DCIM108GOPRO

Ah uma coisa legal, tinha um cara chamado Rick que ficava registrando os melhores momentos dentro e fora d’agua, depois era disponibilizado gratuitamente no site da Patadacobra. Achei isso um máximo. Conversei com ele e pedi autorização para postar aqui no blog, todas as imagens dele tem créditos na descrição, as demais foram tiradas com a minha câmera e com a GoPro.

separação - viajando

Informações sobre a Escola de Mergulho Patadacobra
Rua Castanheta, 62 – Esquina com a Rua Cascudo – Centro – Bombinhas – Santa Catarina – Brasil
Telefone/Fax: +55 (47) 3369 2119 ou +55 (47) 3369 2257
Email: info@patadacobra.com.br Site: www.patadacobra.com.br

separação - viajando

Planeje sua viagem:
Planejando os custos da viagem
5 dicas para diminuir o peso da mala
Como aproveitar ao máximo uma viagem curta
Check list de viagem

Explore Santa Catarina:
Praia do Rosa, Garopaba
Guarda do Embaú, Palhoça
Praia do Gravatá
Serra do Rio do Rastro
Cachoeira do Rio Pelotas
– Barra da Lagoa, Florianópolis

até a próxima

Já segue o blog nas redes sociais?

Um comentário sobre “Patadacobra – Mergulho de cilindro em Bombinhas, SC

Deixe um comentário