Amsterdã, perversão ou invenção?

3. Viajando em 3... 2... 1... - Amsterdã, perversão ou invenção

Em alguns filmes americanos os jovens passam finais de semanas para curtir loucamente as ervas e “bolinhos espaciais” em Amsterdã. Já em outros filmes os casais vão para ter momentos românticos, passear de barco pelos canais e andar de bicicleta.. Mas e aí, é perversão, invenção ou romantismo que rola nessa cidade?3. Viajando em 3... 2... 1... - Amsterdã, perversão ou invenção
Ao mesmo tempo que os canais são encantadores e românticos, do outro lado da rua tem lojinhas com maconhas e cremes eróticos expostos nas vitrines.

Durante a noite você pode encontrar restaurantes legal para jantar com sua esposa, sendo que na rua de trás é a famosa Red Light District, rua da luz vermelha onde mulheres se expõem seminuas em vitrines.

Você pode andar pela cidade e ver uma família feliz curtindo a paisagem, mas também pode encontrar grupo de jovens fumando maconha em qualquer lugar.

1. Viajando em 3... 2... 1... - Amsterdã, perversão ou invenção
A maconha é liberada em Amsterdã e tinha pessoas bem chapadas, mas cada um em seu canto respeitando o espaço do outro. Inclusive, em lojas de souvenir vi bastante atendentes “de boa” (leia-se doidão), mas parecia normal e por um lado até engraçado porque era visível o estado deles. Durante a noite a cidade era bem movimentada com vários jovens e tinha bastante pubs (que por sinal seis horas da tarde já estavam lotados). E durante o dia era bem tranquilo, pessoal passeando e curtindo a viagem.

Amsterdã consegue agradar todos! Claro que eu fui bem relax com a minha família, jantamos em restaurantes mais tranquilos e sempre voltamos por volta das 22 horas para o hotel. Mas se eu tivesse com meu namorado e amigos, com certeza eu também estaria naqueles pubs curtindo o lado jovial da cidade (sem ervas especiais, que fiquei claro hahaha)

Deixe um comentário